Avaliação 360: entenda o que é e porque ela é tão usada

Uma das grandes preocupações de gestores de todo o mundo é saber dar e receber feedbacks de maneira tranquila, permitindo assim uma melhoria no ambiente de trabalho. A avaliação 360 é uma ferramenta de análise de desempenho que gera bons insumos para as reuniões de feedback, sendo assim muito utilizada por empresas de todo o mundo.

Mas você sabe o que é essa tal de avaliação 360? Como implantá-la? Porque ela é sucesso em departamentos de gestão de pessoas por todo o mundo?

É exatamente sobre isso que o artigo de hoje irá tratar. Busque papel e caneta ou abra o bloco de notas do seu computador e continue a leitura.

O que é a Avaliação 360?

A avaliação 360 tem esse nome por conta dos 360º (360 graus) que podemos dar em volta de nós mesmos. Ao darmos 360°, entramos em contato com tudo o que está ao nosso redor.

E é esse o princípio da avaliação 360. Também conhecida como feedback 360, avaliação multivisão e feedback com múltiplas fontes, a avaliação 360 busca insumos em todos os que trabalham diretamente com aquela pessoa.

Essa avaliação é uma pesquisa de desempenho enviada a todos da organização. Cada um responde apenas sobre os membros com quem trabalham diretamente (companheiros de departamento, líderes diretos e liderados diretos). 

avaliação 360

Ainda confuso? Vamos dar um exemplo.

Imagine que você é diretor de marketing de uma empresa qualquer. Como diretor, você trabalha diretamente com todos os demais diretores de departamento, responde ao presidente da empresa e coordena sua equipe de marketing.

Nesse exemplo, em uma avaliação 360, você deverá responder sobre os membros do seu departamento, os demais diretores e o presidente.

O funcionário que trabalha no seu departamento deverá responder apenas sobre seus colegas de área e a você que é líder direto dele uma vez que ele não lidera ninguém.

Mas por que a avaliação 360 é tão usada? O que ela ter de tão diferente das demais pesquisas de desempenho? É o que veremos a seguir.

Por que a avaliação 360 é tão usada?

Temos visto um crescimento exponencial dessa ferramenta entre as organizações do mundo e há alguns fatores que podem explicar esse fato.

  • A avaliação 360 dá insumos de todos os lados

A maioria das avaliações de desempenho consideram apenas a opinião do gestor, desconsiderando a visão dos colegas de trabalho daquele funcionário.

A avaliação 360 olha todos os lados igualmente, dando oportunidade a todos de apontarem os pontos fortes e os pontos de melhoria do colaborador.

Isso é bom porque às vezes o funcionário tem um relacionamento muito bom com o seu líder, mas não tem problemas com os colegas de trabalho, ou vice-e-versa, e nesses casos a realidade ficava mascarada pelas avaliações.  

Com a avaliação 360 isso não acontece mais. A equipe de gestão de pessoas tem ainda mais insumos sobre aquele funcionário para passar um feedback ainda mais completo.

A avaliação 360 permite enxergar como o funcionário é como líder, liderado e colega de trabalho.

  • O feedback proveniente da avaliação 360 gera mais resultados

Após o departamento de gestão de pessoas compilar as respostas da avaliação 360, é hora de dar o feedback. Assim, o gerente de pessoas marca uma conversa com cada um.

Individualmente, ele passa para o funcionário avaliado todos os pontos que surgiram na avaliação 360 dele e propõe combinados para a melhoria dos pontos fracos dele.

Como esse tipo de avaliação busca ouvir diversas fontes, o departamento de gestão de pessoas tem um quadro completo dos funcionários, podendo agir especificamente em pontos de melhoria específicos.  

  • Aumenta os índices de satisfação entre os funcionários

Muitos profissionais não gostam de serem julgados unicamente pelos seus líderes, pois muitas vezes sentem que não são entendidos por eles.

Por isso, a avaliação 360 costuma fazer sucesso entre os funcionários. Ela permite que a avaliação seja multidirecional e dá poder a todos de avaliar.

Esse tipo de avaliação propicia que cada liderado avalie seu líder, o que mostra que a empresa se preocupa com a opinião e a satisfação de todos os funcionários e não só dos gestores.

Vale lembrar que funcionário satisfeito é funcionário motivado. E a motivação aumenta os níveis de produtividade da equipe, sendo possível inclusive aumentar os lucros.

  • Trabalha questões de liderança

Como a avaliação 360 permite que os liderados avaliem seus líderes, é normal surgirem questionamentos quanto a liderança dos gestores.

Através de um bom feedback, o líder percebe onde eles podem dar mais suporte e do que seus liderados estão se queixando, permitindo que ele trabalhe seus pontos de melhoria.

Dessa forma, mesmo que não seja o objetivo principal da avaliação 360, ela também ajuda no desenvolvimento de líderes, pois o gestor saberá exatamente onde precisa trabalhar mais.

Sua empresa está madura o suficiente para a implementar a avaliação 360?

A avaliação 360 demanda um certo nível de maturidade por parte dos integrantes da empresa para que ela rode de maneira  efetiva.

Imagine uma organização em que os funcionários compitam para ser o “queridinho” do chefe. Dependendo do nível de maturidade deles, eles podem aproveitar a pesquisa para “detonar” os colegas.

Por isso, antes de rodar as pesquisas 360, é preciso cuidar do terreno da empresa, explicando os objetivos da avaliação, como ela funciona e porque é importante seriedade ao respondê-la.

É preciso que a equipe entenda a importância de fazer uma avaliação interna ao receber o feedback, pensando com o seu íntimo onde está agindo equivocadamente e como pode melhorar.

Esse é um processo capaz de gerar maior aperfeiçoamento profissional e pessoal e que exige que cada membro tenha uma visão sistêmica para que seja capaz de se inserir no contexto maior da organização.

A pesquisa deve ser aplicada pelo menos duas vezes no ano, para que seja possível fazer o acompanhamento do desenvolvimento dos membros de perto.

Muitas empresas investem em uma consultoria em gestão de pessoas para trabalhar fatores como treinamento, satisfação de membros e aplicação de pesquisas (como a avaliação 360). Para saber sobre essa prática, leia o nosso artigo: Consultoria em gestão de pessoas: por que ela é um diferencial?



Deixe uma resposta