Cases

Emocionômetro inovando o modelo de excelência motivacional

Categoria do Case: Projeto Interno

 

Temática Relacionada: Pessoas

 

Resumo

O Case aborda um tema de suma importância quando se faz referência às pessoas e ambiente de trabalho, visando uma proximidade a Área de GP (Gestão de Pessoas) perante os integrantes da EJ, identificando os fatores desmotivadores dos colaboradores da empresa.

Após uma reunião do Diagrama de Ishikawa (Espinha de Peixe), identificou-se a necessidade de uma proximidade da Área de GP em relação aos membros da empresa. O objetivo seria identificar os fatores que vinham causando desmotivação nos integrantes, para assim melhorar o clima organizacional.

Diante dessa situação, a Área identificou a necessidade de motivar os integrantes, uma ferramenta foi implantada na EJ, o Emocionômetro assunto que será relatado neste case.

Com esta ferramenta a Área de GP tornou-se mais próxima dos integrantes, voltando a ser o principal canal de comunicação da organização. Os resultados do Clima Organizacional da empresa após implantação da ferramenta serão expostos no decorrer do case.

Introdução:

Fundada em 1990, a empresa tornou-se atuante no ramo de Consultoria Administrativa Empresarial. Desde então, busca continuamente a melhoria de seus processos, para que atinja a excelência em sua Gestão e posteriormente haja o reconhecimento dos seus clientes e parceiros. Vislumbrando a melhor maneira de se atingir a excelência, a empresa investiu seus recursos em Sistema de Qualidade, sendo reconhecida pela Certificação ISO 9001:2008 e pelo Prêmio Regional da Qualidade da Zona da Mata- PRQ/ZM na faixa bronze em sua primeira participação, ambos no ano de 2010. Além de sua preocupação com a comunidade, a empresa tem como missão desenvolver os integrantes da Faculdade em que se situa para que se tornem profissionais exemplares de Administração, Ciências Contábeis e Engenharia de Produção.

Á área de Gestão de Pessoas e suas atribuições são o tema central desse estudo. Visando sempre o desenvolvimento dos integrantes da empresa, a Área utiliza uma diversidade de ferramentas e práticas para motivar seus membros. O Mercado busca não apenas aquilo que você é, mas principalmente aquilo que você é capaz de gerar. Mas como obter os melhores resultados de seus membros?

Para que os integrantes da empresa sempre almejem um crescimento constante em sua carreira profissional, trabalhamos com a motivação e o bem-estar no ambiente de trabalho. Acreditamos que a motivação é capaz de gerar integrantes pró-ativos que busquem sempre a melhoria profissional e pessoal.

Para averiguar o estado de humor e aproveitar o melhor de seus integrantes a empresa implantou o Emocionômetro. Esta ferramenta motivacional tem como objetivos principais a aproximação da Área de Gestão de Pessoas com os membros e a identificação diária do nível de capacidade motivacional. Para melhor compreendimento dos resultados obtidos por esta implantação, será descrito a seguir a preparação, a prática utilizada e seus efeitos.

Desenvolvimento:

Existem algumas características inerentes à nossa realidade que tornam estas atividades da área de Gestão de Pessoas, ou seja, o elo entre Motivar e Gerar são mais complexos do que aparenta ser a primeira vista. Inicialmente, um ponto fundamental seria fazer com que a motivação viesse diretamente dos indivíduos, assim eles poderiam gerar o que a empresa necessita com melhor eficiência e qualidade, porém a realidade torna-se errônea, as pessoas se acomodam com a rotina e fazem com que a motivação transforme-se em algo obscuro dentro delas. O conceito do Emocionômetro faz com que os integrantes da EJ vejam que para se obter bons resultados, é necessário fazer com a motivação seja sempre trabalhada de dentro para fora em cada indivíduo.

A realidade e que não é possível motivar quem quer que seja, pois as expectativas e o modo de buscar resultados são singulares, individuais. Os Integrantes não buscam somente recompensas pelos resultados e sim o crescimento profissional e pessoal, assim de forma a atender e superar as suas necessidades. É possível trabalhar os aspectos que levem as pessoas a se sentirem mais motivadas. Atualmente, a motivação pode ser atingida ao oferecer condições de trabalho, higiene, organização, ambientes limpos, ventilados, bem iluminados, uniformes, recursos e metas bem definidas.

A empresa, portanto, estruturou-se de forma a proporcionar totais condições para oferecer subsídios a seus integrantes para que tenham como se motivar. A principal iniciativa foi à criação de uma ferramenta que pudesse identificar a motivação dos integrantes diariamente para se almejar os objetivos propostos, com isso houve o surgimento do Emocionômetro.

O Emocionômetro é uma ferramenta bem prática de se estruturar. Um quadro com os nomes de todos os integrantes e os dias da semana é fixado em lugar de fácil visualização na empresa. Diariamente os membros da empresa marcam com as cores verdes, amarelas e vermelhas a frente de seus respectivos nomes. As cores mencionadas anteriormente possuem os seguintes significados:

. Cor Verde: Significa que a pessoa está motivada e feliz no dia.

. Cor Amarela: Sinal de Alerta, a pessoa está um pouco desmotivada ou com algum problema.

. Cor Vermelha: Sinal de Emergência, a pessoa está totalmente desmotivada e precisa de uma boa conversa.

Caso algum integrante marque a cor amarela ou vermelha, a Área de Gestão de Pessoas tem o papel de ser aproximar desse integrante e entender os motivos que o levaram realizar tal marcação. Por meio de uma conversa amigável, trabalham mecanismos de solucionar todos os problemas que estão colaborando para deixar o integrante desmotivado. Desse modo, a Área de Gestão de Pessoas garante que se instaure na empresa certo equilíbrio dentre os membros e seus respectivos níveis de motivação, além de não permitir que ninguém se sinta desmotivado sem ter a devida atenção. Assim, os integrantes da empresa sentem-se melhor em realizar o seu trabalho, atingindo níveis mais elevados de qualidade em sua execução.

Mas não é tão simples como mencionado anteriormente, a área deve ter pessoas treinadas para exercer tal função, uma simples aproximação não iria sanar o problema, por isso é de suma importância que os integrantes da área de Gestão de Pessoas saibam como se aproximar, fazendo com que cada membro sinta-se a vontade de dizer o motivo que o qual levou a marcar tal cor.

O treinamento de capacitação dos membros da Área é feito pelo Diretor de Gestão de Pessoas, que instrui qual o melhor meio de abordagem para cada tipo de temperamento, e como cada membro deve cobrar dos demais integrantes a colaboração e participação na ferramenta. A importância deste treinamento está diretamente voltada para conscientização dos membros da EJ, de como se utilizar a ferramenta da maneira correta, assim evitando o não uso diário deste projeto.

Um aprimoramento de grande valia provou a eficácia do Emocionômetro foi acoplamento do Projeto Anjo. O Projeto Anjo seria uma forma de fazer todos os integrantes da EJ participem do ciclo motivacional da empresa, o funcionamento é bem simples, cada integrante tem de cuidar do seu protegido bimestralmente, se algum dia deste período o protegido ficar triste ou desmotivado, o anjo deve conversar com ele, para que haja esta percepção por parte do anjo o mesmo deverá consultar diariamente o Emocionômetro e verificar qual cor o seu protegido utilizou para expor seu estado de humor naquele dia, para que assim possa ajudá-lo a se motivar, fazendo com que todos os membros interajam entre si, estas ferramentas combinadas resultam na melhora significativa motivacional quanto comunicativa. O anjo é escolhido pela Área de Gestão de Pessoas, esta escolha não e aleatória, mas pré-definida de acordo com a proximidade que o anjo tem de seu protegido, assim vale ressaltar que o projeto Anjo se torna um auxilio a ferramenta, fazendo com que os membros distantes da Área se aproximem.

Pelo fato da empresa buscar a melhoria contínua de seus processos, a EJ se preocupa com a parte motivacional dos seus integrantes, por isso a importância de uma ferramenta como esta, onde as pessoas possam marcar seu temperamento como bem entenderem assim suando um ar verídico e não forçado. Em força maior do que esta sendo relatado vale ressaltar que a ferramenta não minimiza como um todo o problema do clima organizacional, mas apresenta uma melhora significativa no elo motivar e gerar, atingindo assim diretamente no equilíbrio, para que todos possam sentir a preocupação da empresa com o bem estar de seus integrantes e assim fazer com que eles trabalhem por vontade própria para atingir suas necessidades.

Resultados compravam o sucesso desta ferramenta implantada na EJ, no segundo semestre de 2010 foi realizado uma pesquisa de Clima Organizacional, o resultado do índice de satisfação interno foi abaixo do esperado 62,56%, logo no inicio do 1º Semestre de 2011, foi feita uma nova pesquisa para saber a satisfação dos integrantes após a implantação da ferramenta, os resultados cresceram exponencialmente atingindo 92% de satisfação por parte dos integrantes com o uso da ferramenta.

Conclusão

Após a implantação da ferramenta na EJ, foi perceptível o desenvolvimento dos membros e melhorias no que tange aos resultados obtidos conforme o resultado descrito anteriormente. Com este processo bem estruturado, que busca entender as reais necessidades dos membros, oferecendo uma grande variedade de soluções, para que assim possa gerar resultados satisfatórios para a empresa. A Área de Gestão de Pessoas é o coração motivacional de uma empresa, focada totalmente em seus membros. O objetivo desta é de gerir os processos de produtividade da empresa, fazendo com que a qualidade e excelência do que foi gerado saia da melhor maneira possível.

Esta ferramenta é de fácil implantação, mas que possui resultados de grande dimensão para as EJ’S, de fato o Emocionômetro é uma excelente ferramenta de aproximação dos membros com a área responsável por geri-los e esta contribui para que o índice interno de satisfação alcance seus objetivos melhorando sempre o clima organizacional de uma empresa.