Plano de Marketing Digital: o passo-a-passo para montar o seu

Estar presente nas mídias digitais é imprescindível para todo o tipo de empresa hoje em dia, pois uma grande parcela da população está presente nesse meio. No entanto, muitas empresas começam seu trabalho nas mídias digitais sem elaborar um plano de marketing digital, e isso pode não ser uma boa ideia.

Isso porque tudo o que é divulgado na internet pode viralizar muito rápido, o que potencializa os acertos, mas também os erros.

Por isso, é essencial que toda empresa seja ela grande ou micro que for se lançar nas mídias digitais, tenha um plano de marketing digital bem definido em mãos.

Mas você sabe como montar um plano de marketing digital? Esse é o nosso objetivo de hoje, fazer você terminar esse texto pronto para elaborar o seu.

Ficou interessado? Então continue a leitura.

1º passo: conheça o seu público-alvo

Quem você quer atingir com as mídias digitais? Jovens? Estudantes? Empresários? Donas de casa? Esse é seu público-alvo e ele deve ser bem definido.

Essa é uma das partes mais difíceis da criação de um plano de marketing digital, pois requer pesquisa. Hoje em dia já existem diversas ferramentas que podem ajudar nessa tarefa.

Vários sites disponibilizam relatórios de visitantes, o que dá a você insumos para entender quem está acessando seu site e porque.

Mas ainda que essas ferramentas sejam bastante precisas, não subestime o valor de uma boa conversa com os seus clientes. Eles te mostrarão as reais motivações para a compra do seu produto ou serviço.

2º passo: crie sua persona

Isso mesmo, persona. Esse é o termo utilizado pelo marketing para definir o cliente ideal: um consumidor específico que conteria todos os pontos que fazem um consumidor virar seu cliente.

A persona é um cliente fictício, ele não existe de verdade, ele é criado com base nas pesquisas de público-alvo e contém informações bem detalhadas.

Veja um exemplo de persona: Mariana, 28 anos, recém-casada, sem filhos. Trabalha em uma agência de marketing digital onde desenvolve campanhas para Facebook e Instagram, mas sente que está estagnada na carreira. Sua principais ambições são crescer na carreira e viajar pelo mundo com o marido antes dos filhos nascerem. Sua principal preocupação é não conseguir crescer profissionalmente.  

Esse é apenas um exemplo fictício de como deve ser moldada uma persona. Quanto mais detalhada ela for, melhor.

3º passo: defina seus objetivos e metas

Agora vem a parte estratégica da elaboração do seu plano de marketing digital: a definição dos objetivos. Para que você está investindo em mídias digitais? Onde você quer chegar?

Um objetivo muito comum de quem está trabalhando com marketing digital é o de estar presente na vida do consumidor, de forma que a marca não seja esquecida.

Mas o seu objetivo pode ser outro, isso depende do seu ramo de atuação. Estar presente, fechar mais vendas e aumentar o tráfego são alguns exemplos.

A partir daí, criam-se metas para o cumprimento deste objetivo. Por exemplo, para se tornar presente é preciso que várias pessoas vejam as publicações, então atingir um determinado número de alcance é importante e pode ser uma boa meta.

4º passo: escolha as mídias digitais que serão utilizadas

Isso vai ser bem rápido, afinal você já conhece bem o seu cliente. Então eu te pergunto: em quais mídias digitais a sua persona está? Facebook? Instagram? Twitter?

Nós aconselhamos que você tenha pelo menos um site bem formulado e responsivo que contenha todas as informações sobre o seu produto ou serviço e uma forma de contato – e uma página no Facebook, que é a rede social mais utilizada no mundo.

Além desses dois meios essenciais, escolha pelo menos mais um para estar em contato com o seu cliente.

Se você trabalha com produtos muito visuais o Instagram pode ser uma boa pedida. Se seu público está entre os profissionais, o LinkedIn pode ser uma boa escolha.

Não há limites. Você pode estar em quantas redes sociais quiser, desde que seus potenciais clientes também estejam lá e você respeite as particularidades de cada plataforma.

Não vale reproduzir o mesmo conteúdo em todas as mídias, ok? Seu conteúdo deve estar adaptado para cada uma delas ou o engajamento cairá.

E não pense apenas em redes sociais. Blogs e campanhas de e-mail marketing também são boas pedidas.

5º passo: Faça um cronograma com os conteúdos que serão divulgados

Manter uma frequência na divulgação dos conteúdos é imprescindível quando falamos de marketing digital, pois os conteúdos da internet saem de foco muito rapidamente.

Por isso, é preciso criar um cronograma com tudo o que será postados nas diversas mídias da sua marca e isso deve estar no seu plano de marketing digital

Um tipo de conteúdo que tem gerado muito resultado no universo digital é o dos blogs. Se o seu site tiver um blog é importante que você divulgue artigos pelo menos uma vez na semana para nutrir seus seguidores.

Para o Facebook, a frequência de postagens varia de acordo com a sua área de atuação. Por exemplo, no caso de páginas de jornais, custuma-se postar diversas vezes ao dia.

No entanto, de maneira geral, 3 a 5 vezes na semana é o suficiente para nutrir uma página no Facebook, e o mesmo serve para o Instagram.

No caso do Twitter, a frequência deve ser um pouco maior e a linguagem simples e direta.

Sobre os conteúdos a serem abordados em cada mídia, procure inspiração em páginas que tenham muito seguidores e muito engajamento.

Aqui vale a velha história da tentativa e erro. Teste um conteúdo e monitore se o seu público gostou, comentou, curtiu, marcos os amigos etc.

Se sim, parabéns, seu conteúdo é um sucesso. Se não, não fique triste, tente novamente.

6º passo: planeje como será feito o monitoramento

Alguns pontos são importantes de serem analisados quando estamos falando de um plano de marketing digital. O número de visitas no site, número de seguidores no Facebook, campanhas com maiores taxas de engajamento etc.

Existem diversas ferramentas – gratuitas e pagas – que ajudam no trabalho de monitoramento e você pode usar várias delas.

O Google Analytics, por exemplo, é uma delas e é 100% gratuita. Monitorar as campanhas o marketing digital é imprescindível para ver se suas ideias estão gerando resultados ou não.

Depois de descobrir quais tipos de campanhas dão mais certo com o seu público-alvo, basta repetir o formato utilizando a criatividade para não perder o encantamento.

Você certamente sabe que não é apenas um plano de marketing digital que fará seu negócio crescer, o marketing offline também é muito importante. Por isso, preparamos um artigo que destrincha as estratégias de marketing offline e online, acesse: Marketing para pequenas empresas: do offline ao marketing digital.



Deixe uma resposta